Pular para o conteúdo principal

ATENÇÃO: Supostas irregularidades em obra de ampliação na Paraíba são investigadas pelo MPF


Supostas irregularidades na obra de ampliação da BR-230, entre o km 0 e o km 28,1 no trecho da Grande João Pessoa, estão sendo investigadas pelo Ministério Público Federal na Paraíba (MPF). Conforme publicação no Diário Eletrônico do MPF datado de 6 de março, mas disponível nesta segunda-feira (4), o procedimento foi convertido em um inquérito civil.
Ainda de acordo com o MPF, a investigação tem como objetivo coletar mais provas a respeito das denúncias feitas sobre a execução da obra, tendo em vista que “os elementos de prova até então colhidos são insuficientes para a adequada aplicação das medidas cabíveis”.
A obra investigada é de responsabilidade da Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) na Paraíba. O inquérito civil, assinado pelo procurador Rodrigo Gomes Teixeira, tem o prazo de validade de um ano. A investigação teve início em 27 de abril de 2018, mas o caso só foi convertido em inquérito civil em 28 de fevereiro de 2019.
O supervisor da Unidade Local do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Rainer Branco, informou às 16h desta segunda-feira que o órgão vai ter uma audiência no dia 12 de abril onde vai ser entregue a documentação contendo os esclarecimentos solicitados à respeito do empreendimento de adequação e capacidade da rodovia.
“São questões já abordadas anteriormente e acreditamos que serão suficientes para que sejam dirimidas todas as dúvidas existentes. De toda forma, a autarquia estará sempre à disposição para o que se fizer necessário”, disse Branco.
Este não é o primeiro inquérito instaurado pelo MPF para apurar supostas irregularidades na obra da BR-230. Em abril de 2018, o MPF havia aberto outro inquérito para investigar a obra após denúncias de danos ambientais da obra feitas pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea).
A construção de mais faixas na rodovia federal está orçada em mais de R$ 255 milhões e teve início em março de 2017. Ela se estende por cerca de 28 quilômetros e, além da triplicação dos dois sentidos, prevê a construção de 13 viadutos e reforma de outros três. A obra de triplicação deve ser concluída somente após 2020.

Com G1 PB

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÍDEO: Jovem natural de Junco do Seridó e esposa morrem afogados em praia do Rio de Janeiro

Na tarde desta terça-feira(1), o jovem Damião Silva de Medeiros, 36 anos, natural do Distrito de Bom Jesus, município de Junco Do Seridó, juntamente com sua esposa a jovem Paola Silva, 25 anos, morreram de forma trágica. O casal caiu no mar após tentar salvar os cães que haviam caídos na água. Damião Medeiros, é filho de Dona Marluce e do senhor Janduí (Janda), moradores do Distrito de Bom Jesus, município de Junco, o jovem morava no Rio de Janeiro havia um bom tempo. Blog do Guedes Com G1

Assunção lamenta morte do jovem Alan de 'Têca de Joquinha'

Faleceu na manhã desta segunda-feira(28) o trabalhador assunçãoense, Alan Possidônio da Silva, 37 anos, após sofrer um choque elétrico, o fato ocorreu no sítio Bonfim, zona rural de Salgadinho. Alan de Têca como era conhecido, possui uma propriedade rural naquela localidade. A vítima era filho do Sr. Joquinha (In memoriam), um dos maiores comerciantes da região. Alan era casado e deixa, além da viúva, um casal de filhos. O sepultamento está previsto para às 16h desta terça-feira(01) no Cemitério Jardim da Saudade, em Assunção. O Blog do Guedes presta solidariedade a toda à família, e que ele descanse em paz. Blog do Guedes Imagens: PC

ATENÇÃO PB: Polícia Federal faz operação para combater fraudes na pandemia no interior do estado

Agentes da Polícia Federal cumprem hoje (2) cinco mandados de busca e apreensão numa ação denominada ‘Operação Princesa do Sertão’, que tem o objetivo de investigar possíveis irregularidades na compra de materiais para o enfrentamento à pandemia. O alvo são compras feitas pela prefeitura da cidade de Princesa Isabel, no Sertão do Estado. O município adquiriu 5 mil testes rápidos e 40 mil máscaras descartáveis, segundo a PF. Há suspeitas de sobrepreço nas compras dos produtos. Blog do Guedes Com PB Hoje