"A COISA TÁ FEIA": Tribunal de Justiça nega pedido de habeas corpus para soltar dr Marinho e defesa recorre ao STJ


O Tribunal de Justiça da Paraíba, negou pedido de habeas corpus para colocar em liberdade o médico e ex-prefeito de Santo André, no Cariri paraibano, dr Marinho (2001 – 2008), que foi preso na manhã da última terça-feira (8) na periferia de Campina Grande.
O advogado de dr Marinho, Josedeo Saraiva de Souza, impetrou o habeas corpus no TJPB e, como foi negado, a defesa recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Brasília.
Desta forma, o pedido de habeas corpus que visa por em liberdade o ex-prefeito, chegou a mesa do ministro, Sebastião Reis Junior, da 6ª turma do STJ nesta quarta-feira (9), onde, segundo consulta ao Diário da Justiça, já está concluso para despacho.
A defesa de dr Marinho tenta transformar a pena dele em prisão domiciliar.
Entenda o caso
Dr Marinho foi condenado por acumulo de cargo e recebimento de salário indevido, processo de 2004.
Ele foi condenado a 2 anos de prestação de serviço à comunidade e ainda pagar multa de 3 salários mínimos.
No entanto, ele faltou a pelo menos 6 audiências admoestatória, fato que irritou sobremaneira o juiz da Comarca de Juazeirinho, Alexandre José Gonçalves Trineto, que expediu mandato de prisão em desfavor do médico.


Com o Pipoco

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Assunção e Taperoá enlutadas! Acidente automobilístico deixa duas vítimas fatais na BR-230 próximo a Juazeirinho; fotos

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá