Policial é preso suspeito de participar de explosão de Banco na Paraíba





O sargento reformado da Polícia Militar José Ramalho de Arruda, de 66 anos, e a esposa dele, Claudinete da Silva Lucena, 46, foram presos no fim da tarde desta sexta-feira (6), na cidade de Teixeira, suspeitos de dar apoio a grupo que explodiu a agência do banco Bradesco do município de Olho D’Água, no Sertão do estado, a 360 km de João Pessoa. O casal foi localizado em uma granja, onde a PM apreendeu cinco bananas de dinamite, detonadores, um fuzil de calibre 762, duas espingardas, um revólver de calibre 38 e munições de uso restrito às forças armadas.

Segundo o coronel Severino Gerônimo, comandante do policiamento regional, os policiais chegaram até os suspeitos após diligências que duraram mais de 12 horas. “Desde a hora do crime foram iniciadas as diligências com todas as unidades operacionais da Região empenhadas na tentativa de localizar os suspeitos, chegando, durante à tarde, até a granja que serviu de apoio para aqueles que praticaram a ação”, destacou.

Os dois suspeitos e o armamento apreendido foram apresentados na delegacia da Polícia Civil, em Teixeira. Os dois foram autuados por porte ilegal de arma de uso restrito. Através deles, a polícia vai tentar localizar os demais integrantes do bando.


portal correio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Assunção e Taperoá enlutadas! Acidente automobilístico deixa duas vítimas fatais na BR-230 próximo a Juazeirinho; fotos

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá