Para Cássio, 'o PT lavou tanto dinheiro que falta água no país'



"PT lavou tanto dinheiro que falta água no país inteiro". A frase é do líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), que discursou na tarde desta quinta-feira (05) na tribuna da Casa.
O tucano lembrou que hoje foram revelados depoimentos do delator e ex-funcionário da Petrobras, Pedro Barusco. Ele disse que o PT, principal beneficiado do esquema de corrupção na Petrobras, teria recebido via corrupção até R$ 200 milhões em propina.
Em mais um efeito da crise que se avizinha, lembrada pelo líder do PSDB, o tesoureiro do partido dos trabalhadores, João Vaccari Neto, foi levado para prestar depoimento, na nova fase da operação Lava-Jato, que cumpriu mais de 60 mandados de prisão, busca e apreensão.
Cássio inclusive lembrou que durante a campanha eleitoral a presidente Dilma foi questionada pelo presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), sobre a confiança que ela tinha em Vaccari.
"É uma crise ética sem precedentes", afirmou o senador, que lembrou ainda as perdas estimadas de R$ 88 bilhões da Petrobras com a corrupção. Ex-governador, o tucano fez uma comparação. "R$ 88 bilhões significam 10 orçamentos de um estado como a Paraíba, sem falar em outros prejuízos"
Crises econômica e de credibilidade
O líder tucano alerta para o cenário difícil que se aproxima do governo. "Você soma uma crise econômica, sobreposta a ela, uma crise de credibilidade, no maior escândalo do hemisfério sul ou do mundo - e, pra completar esse cenário de muita gravidade, uma crise política que se avizinha, porque a imprensa inteira fala da citação de políticos, de mandatários, parlamentares na investigação da Lava-jato."

Click pb

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Assunção e Taperoá enlutadas! Acidente automobilístico deixa duas vítimas fatais na BR-230 próximo a Juazeirinho; fotos

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá