Com direito a 'olé', Corinthians domina o São Paulo e vence 'maior Majestoso da história'


Para muitos, o maior Corinthians x São Paulo da história. Afinal, foi o primeiro encontro dos arquirrivais pela Copa Libertadores em 80 anos de Majestoso. E os dois representantes paulistas na principal competição do continente na temporada 2015 não fizeram por menos nesta quarta-feira. Em clássico nervoso, o time alvinegro levou a melhor com gols do carrasco Elias e do ex-são-paulino Jadson e aplicou 2 a 0 na Arena Corinthians, com direito até a gritos de "olé" da torcida alvinegra nos minutos finais da partida.
Elias confirmou a fama de algoz tricolor, ao somar seu sexto gol em oito Majestosos, completando ainda a sétima vitória, sem jamais ter sido derrotado pelo São Paulo. Já Jadson anotou em cima do ex-clube que defendeu antes de chegar ao Parque São Jorge. De quebra, os dois deram ao Corinthians o embalo necessário para largar na frente no chamado "Grupo da Morte" da Libertadores, que ainda tem o argentino San Lorenzo, atual campeão, e o uruguaio Danúbio.
E o clássico desta quarta teve todos os ingredientes necessários para fazer jus à fama adquirido de maior Majestoso da história. Começo truncado, contra-ataques de perigo, divididas mais fortes, cartões e lances perigosos. O São Paulo teve melhor posse de bola no início, mas o Corinthians assustou mais e por isso saiu vencedor. Agora, os dois arquirrivais voltam a se encarar pela Libertadores no dia 22 de abril, no Morumbi, pela última rodada do Grupo 2.
Antes disso, na semana que vem, o São Paulo pega o Danúbio, no Morumbi, no dia 25 de fevereiro, às 22h. O Corinthans encara o San lorenzo no dia 4 de março, na Argentina, com portões fechados, no mesmo horário.
Gol clássico de Elias e Corinthians em vantagem
O primeiro tempo foi nervoso na Arena Corinthians. O São Paulo dominou a posse de bola, saiu jogando melhor e trocou mais passes, mas a falta de infiltração dos atacantes fez com que o time não criasse muito. Já a equipe da casa não tinha a bola e arriscava em chutes para o alto, mas mesmo assim foi mais perigoso e, em um lance de infiltração clássica de Elias, conquistou vantagem no placar.
Aos 10 minutos, Danilo fez lindo lance como pivô em tabelinha com Elias e só ajeitou para Jadson. De primeira, o ex-meia são-paulino lançou o mesmo Elias por cima, e o carrasco do time tricolor tocou de primeira, no canto, vencendo Rogério Ceni para abrir o placar, confirmando a fama de algoz do rival do Morumbi.
Acuado com a pressão do Corinthians, o São Paulo sentiu o gol. Se antes tocava a bola com tranquilidade, passou a ser presa fácil ao meio-campo alvinegro. Em nova troca de passes envolvendo Danilo, que exercia bem a função de pivô, Renato Augusto devolveu para o veterano jogador, que achou Fábio Santos livre pela esquerda. O lateral, contudo, bateu mal, longe da meta tricolor.
Do lado são-paulino, chances claras de gol eram escassas. A melhor da primeira etapa veio com Michel Bastos, que pouco apareceu no ataque. Em cobrança de escanteio, o ala cruzou na cabeça de Luis Fabiano, mas o centroavante finalizou fraco, à direita do gol de Cássio. O São Paulo seguiu investindo em cruzamentos na área até o apito final da etapa inicial, em vão.
Segundo tempo nervoso e vitória corintiana
Os dois times voltaram sem alterações para o segundo tempo. Que começou nervoso, com Corinthians e São Paulo abusando das faltas mais ríspidas, o que não poupou discussões. Denilson acertou Elias com o braço e gerou empurra-empurra, acabou recebendo cartão amarelo. Jadson respondeu chutando a bola em Denílson caído, e foi derrubado por Paulo Henrique Ganso.
Jogadas de efeito demoraram a sair. E foi o Corinthians que levou perigo primeiro ao gol tricolor. Jadson puxou o contra-ataque e lançou Renato Augusto. O meia cruzou, Fábio Santos pegou de primeira e Rogério Ceni fez grande defesa em chute rasteiro.
O Corinthians ampliou o placar aos 23 minutos, em lance polêmico. Em cobrança de escanteio do São Paulo, Emerson ganhou de Bruno na lateral e puxou contra-ataque para o time alvinegro. O atacante achou Jadson, dentro da área, e o meio-campista deu lindo corte em Reinaldo para tocar de esquerda, por baixo de Ceni. O gol gerou reclamações tricolores, que pediram falta de Sheik em Bruno no lance.
Com a vantagem de dois tentos no marcador, o Corinthians passou a administrar o resultado. Recuou com inteligência e jogou em cima do nervosismo do São Paulo, que mal conseguia criar após sofrer o segundo gol. Sobrou até grito de "olé" da arquibancada alvinegra em Itaquera. No primeiro Majestoso da história da Libertadores, melhor para o lado alvinegro, que largou na frente no Grupo 2. A segunda metade do maior clássico de todos os tempos acontece no dia 22 de abril, às 22h, no Morumbi.
Msn 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Assunção e Taperoá enlutadas! Acidente automobilístico deixa duas vítimas fatais na BR-230 próximo a Juazeirinho; fotos

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá