Quer de volta em 2015? Lista mostra emprestados que podem ser úteis

Nem apenas em compras residem as alternativas dos clubes brasileiros para a temporada que se avizinha. Atletas outrora descartados, cedidos em empréstimo para outras equipes, voltam a suas casas de origem e pintam como opções para 2015. Há casos ainda em estudo – situações de Marcelo Moreno no Grêmio, Patric no Atlético-MG e Maikon Leite no Palmeiras.

Confira alguns nomes abaixo.

Maikon Leite (do Atlas para o Palmeiras)
Maikon Leite, atlas do México (Foto: Divulgação)Maikon Leite viveu bons momentos no México (Foto: Divulgação)
O meia-atacante Maikon Leite encontrou no Atlas, do México, o sucesso que não teve no Palmeiras. E agora tem tudo para retornar a sua antiga casa – mesmo que não esconda o desejo de ficar no exterior para defender o clube mexicano na próxima Libertadores. Por outro lado, o Verdão passa por momento de reformulação e não deve abrir mão de um atleta em boa fase.

Marcelo Moreno (do Cruzeiro para o Grêmio)
Marcelo Moreno foi afastado pelo Grêmio, rumou para o Flamengo e acabou reencontrando seu futebol no Cruzeiro. Foi artilheiro do time mineiro na campanha do bicampeonato nacional. Mas dificilmente seguirá em Belo Horizonte. O clube gaúcho vê três alternativas para o atacante: ou fazer dinheiro com uma venda dele, ou usá-lo como moeda de troca por atletas que interessem ou simplesmente utilizá-lo no time em 2015.

Emerson Sheik (do Botafogo para o Corinthians)
Cedido ao Botafogo e dispensado pelos cariocas no decorrer da campanha que resultou em queda para a Série B, Emerson Sheik voltará ao Corinthians, impulsionado pelo retorno de Tite, com quem foi campeão da Libertadores e do Mundial em 2012. O jogador foi assediado por outros clubes, caso do Atlético-MG, mas o treinador conta com ele.

Lucas Otávio (do Paraná para o Santos)
O volante Lucas Otávio, de 20 anos, foi emprestado em maio ao Paraná, onde disputou a Série B – disputou 20 jogos. Como tem moral por sua passagem pela base da Vila Belmiro, pode ser aproveitado. Foi destaque nas conquistas da Copa São Paulo de 2013 e 2014. Na última, foi eleito o melhor jogador do torneio. “Se tiver a oportunidade (no Peixe), vou agarrar com unhas e dentes”, disse o jogador.

Maxi Rodríguez (do Vasco para o Grêmio)
O uruguaio Maxi Rodríguez não chegou a se firmar como titular do Vasco em sua passagem por São Januário na Série B, mas teve bom desempenho. E isso alertou o Grêmio sobre a utilidade de contar com o meia em 2015. Ele deve ser aproveitado por Felipão – é visto pela diretoria tricolor como um atleta capaz de mudar o panorama dos jogos no segundo tempo.

Jackson (do Goiás para o Inter)
O Goiás tenta manter o zagueiro Jackson, mas o Inter estuda reintegrá-lo a seu elenco em 2015. Ele foi titular da equipe esmeraldina ao longo do Brasileirão e se mostrou capaz de vestir a camisa vermelha. Os colorados precisam de jogadores para a defesa – Índio, que formava o grupo do setor, se aposentou. Como os clubes têm relação próxima, os goianos ainda podem negociar a ampliação do empréstimo de Jackson.

Gilson (do América-MG para o Cruzeiro)
Quase um time inteiro volta ao Cruzeiro em 2015. Mas o bicampeão brasileiro, sem grandes espaços a preencher em seu elenco, não deve aproveitar a maioria absoluta dos emprestados. A exceção é o lateral-esquerdo Gilson, que disputou a Série B pelo América-MG. A diretoria acredita que ele possa estar mais maduro – sendo alternativa para Egídio depois da saída de Samudio.

Wellington Silva (do Inter para o Fluminense)
O lateral-direito Wellington Silva lidou com lesões e não conseguiu se consolidar como titular do Inter. Mas fez o gol da classificação colorada direta à Libertadores – no último lance da vitória de 2 a 1 sobre o Figueirense em Florianópolis. Como o Fluminense deve perder Bruno para o São Paulo, pode usar o jogador em 2015.

Edigar Junio (do Joinville para o Atlético-PR)
O atacante Edigar Junio disputou 38 jogos e fez 12 gols, na artilharia do Joinville na conquista da Série B do Campeonato Brasileiro. Volta valorizado ao Atlético-PR, com quem tem contrato até 30 de junho de 2016. Deve ser aproveitado.

Gilberto (do Inter para o Botafogo)
Quando emprestou Gilberto ao Inter, o Botafogo tinha Edílson e Lucas como opções na lateral direita. O primeiro acabou dispensado, e o segundo entrou na Justiça e conseguiu rescisão de contrato. Como não se firmou no clube gaúcho, o jogador é alternativa para o Alvinegro na Série B do ano que vem.

Patric (do Sport para o Atlético-MG)
O lateral-direito Patric fez ótimo Campeonato Brasileiro pelo Sport, com presença ofensiva firme e reincidência de gols. O contrato com o Leão pernambucano vai até maio, mas ele pertence ao Atlético-MG e pode retornar ao clube a qualquer momento. O técnico do Galo, Levir Culpi, está disposto a contar com ele. Segundo José Reginaldo Lalau, empresário e pai de Patric, o lateral gostaria de seguir no Recife.

globo esporte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá

Insegurança: Mulher é atingida por tiro no rosto em tentativa de homicídio em Assunção