Paraíba tem 3º pior desempenho em Língua Portuguesa

A Paraíba é o terceiro Estado do país onde os estudantes do 9º ano do ensino fundamental das escolas públicas municipais e estaduais apresentaram o pior desempenho em Língua Portuguesa na Prova Brasil 2013. De acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgados este mês, 33,57% dos estudantes matriculados nessa fase escolar no ano passado tinham dificuldade com interpretação de texto e em reconhecer expressões típicas da linguagem. Conforme a pesquisa, o Estado perdeu apenas para Maranhão e Alagoas.
Para analisar os resultados, o Inep tomou como parâmetro a nota mínima de 150 (Nível 1) e a máxima de 375 (Nível 9). A nota obtida pelos alunos desta fase do fundamental foi 223.25 (Nível 1) e também foi inferior à média do país (237.78).
O resultado obtido pelos alunos do 5º ano do ensino fundamental também é desanimador. Conforme o Inep, a maioria dos alunos matriculados nesta série (34,02%) apresentou o pior desempenho em Língua Portuguesa na Prova Brasil. Este percentual coloca a Paraíba entre os dez Estados do país com o menor desempenho na última série da primeira fase do ensino fundamental.
De acordo com os resultados da Prova Brasil 2013, até o ano passado a maioria dos alunos que faziam o 5º ano nas escolas públicas paraibanas sabiam apenas reconhecer o assunto principal e o personagem em um texto de Língua Portuguesa.
No caso desse grupo de estudantes da Paraíba, a nota obtida foi 172.29 (Nível 2). Mais uma vez, o Estado ainda ficou abaixo da nota média de proficiência do país (189.72).
Para o presidente da Associação dos Professores de Licenciatura Plena do Estado da Paraíba (APLP), Francisco Fernandes, as dificuldades apresentadas pelos alunos referente à Língua Portuguesa pode estar relacionado à carência na qualificação dos professores e aplicabilidade de programas para melhorias na educação básica.
“Nós temos planos nacionais, estaduais e municipais de educação, legislação específica e o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e tudo isso deveria refletir em uma evolução na educação. Mas essa legislação não é aplicada e isso respinga em resultados como esse. Na Paraíba, assim como em muitos estados do país, falta uma homogeneidade no sistema educacional público para que os alunos tenham interesse pela própria língua”, criticou o professor. Ele considerou preocupantes os resultados obtidos pelos alunos do 9º ano, que após a conclusão desta etapa seguem para o ensino médio.
JOÃO PESSOA  
Tanto no 5º quanto no 9º ano do ensino fundamental, os estudantes das escolas públicas municipais e estaduais em João Pessoa alcançaram um desempenho melhor que a média estadual em Língua Portuguesa. O primeiro grupo ficou com a nota 183.73 (Nível 3) e têm habilidades para localizar a informação explícita, inferir o sentido das palavras e expressões utilizando linguagem verbal e não verbal.
Já os do 9º ano ficaram com nota 236.43 (Nível 2) e são capazes de reconhecer recursos argumentativos no texto e ainda identificam temas e assuntos em poemas e charges.
Se considerarmos apenas as escolas da rede municipal, a média de proficiência em Língua Portuguesa alcançada pelos alunos das duas séries também ficou acima da média do Estado. No 5º ano, os alunos do município conseguiram a nota de 183.77 e no 9º ano de 237.59.

JORNAL DA PB

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá

Insegurança: Mulher é atingida por tiro no rosto em tentativa de homicídio em Assunção