Marina Silva recolhe 13 mil assinaturas em nova tentativa de criar partido

Terceira colocada na disputa pela Presidência da República, Marina Silva (PSB) reiniciou a corrida para conseguir as 32 mil assinaturasque faltam para que seu partido, a Rede Sustentabilidade, obtenha o registro na Justiça eleitoral.
No sábado (6), a ex-senadora recebeu 13.800 fichas com assinaturas coletadas no Estado de São Paulo em um evento na capital paulista e prometeu entregar um novo pedido de registro ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE)até março do ano que vem.
Em outubro de 2013, Marina viu naufragar o projeto de oficializar sua legenda após seis dos sete ministros do TSE votarem contra a criação da Rede.
À época, os ministros argumentaram que o grupo político da ex-senadora não conseguiu o número mínimo de assinaturas exigidas 492 mil. Ao todo, foram coletadas 442,5 mil fichas pelos aliados de Marina.
"Não contamos com uma mega infraestrutura, mas contamos com a estrutura mais importante para se fazer política, o compromisso", disse a ex-senadora durante o evento na sede da Rede em São Paulo. 
Após ter o registro da Rede negado, Marina firmou uma aliança com o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto em agosto, e se tornou vice em sua chapa ao Planalto, filiando-se ao PSB. Após o acidente aéreo que matou o aliado, porém, Marina tornou-se a candidata, mas sempre deixou claro que sua filiação no PSB era "transitória".
No próximo fim de semana, a direção da Rede irá se reunir em Brasília para traçar uma estratégia de um esforço coletivo para coletar as últimas assinaturas.

Diário do Nordeste

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá

Insegurança: Mulher é atingida por tiro no rosto em tentativa de homicídio em Assunção