Brasil conquista quatro medalhas de ouro no último dia de Mundial



A delegação brasileira está fazendo história no Mundial de Piscina Curta em Doha, no Qatar. Neste domingo (7), no último dia da competição, o País chegou com chances de conquistar nove medalhas.
Logo no começo das finais, o Brasil garantiu quatro medalhas de ouros: Cesar Cielo venceu os 100m, Etiene Medeiros bateu o recorde mundial para garantir o primeiro lugar nos 50 m costas, fazendo história para a natação feminina. Felipe França conquistou o seu quinto ouro, dois em apenas um dia. Primeiro nos 50m livre, e depois no revezamento 4x100m livre.

Cesar Cielo

Cielo teve dois dias para superar o gosto amargo do bronze nos 50 m e mostrou que sabe como transformar a decepção em motivação. O nadador paulista bateu o algoz Florent Manaudou e se sagrou bicampeão mundial dos 100 m, repetindo o título de Dubai em 2010.

O brasileiro ficou atrás do rival francês durante toda a prova, arrancou no final e na batida de mão cravou 23s82. O bronze foi para o russo Danila Izotov, enquanto João de Lucca, outro representante nacional na prova, terminou na sétima colocação.

Ao final da prova, Cielo estava esgotado e reclamou de mal-estar. Em entrevista, o bicampeão afirmou que ele quis mais o título que Manaudou.

“Esquecer não [a derrota nos 50 m]. Tem que aprender, esporte é assim mesmo, um dia você ganha, outro dia você perde. O importante é fazer sempre o seu melhor. Toda vez quando você bate na borda, tem que saber que fez o seu melhor. E na final dos 50 m, eu senti que tinha uma prova melhor dentro de mim, mas eu não teria vencido ele [Manaudou]. A vitória hoje [domingo] era o filme que eu tinha feito ontem à noite, eu imaginei que ele poderia travar no final e deu certo. Acho que eu queria um pouco mais que ele hoje”, explicou em entrevista ao SporTV.

Etiene Medeiros

Na sequência do título de Cielo, Etiene caiu na piscina para colocar seu nome na história. A pernambucana conquistou o título mundial dos 50 m costas com o tempo de 25s67, novo recorde mundial.

A vitória tem um gostinho ainda mais especial por se tratar da primeira medalha da natação feminina na história do Mundial de Piscina Curta.

Ainda incrédula pelo ouro, Etiene afirmou que estava muito nervosa antes da prova. “Eu não sei nem o que falar. Na minha cara dá para ver, foi muito esforço para estar aqui. Eu estava muito nervosa para nadar. Eu crio expectativa, as pessoas criam pressão, tem que saber lidar. Todo atleta sente pressão, se não tiver cuidado, ele pode bobear. Eu tenho que agradecer todo mundo”, contou ao SporTV.

Felipe França

O terceiro ouro veio com Felipe França, nos 50m nado peito. O brasileiro conquistou a quarta medalha dourada na competição.

Desbancando os favoritos, França cravou o tempo de 25s63, desbancando o britânico Adam Peaty e o holandês Cameron Van der Burgh.

Revezamento 4x100m medley

A última medalha de ouro, a quarta apenas neste domingo, veio no revezamento 4x100m medley, com os brasileiros Guilherme Guido, Felipe França, Marcos Macedo e César Cielo.


PORTAL CORREIO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá

Insegurança: Mulher é atingida por tiro no rosto em tentativa de homicídio em Assunção