Pular para o conteúdo principal

ASSUNÇÃO NA LISTA: Prefeitura de Cajazeiras gasta quase R$ 2 milhões em contratos com empresa 'ficha suja'


Uma empresa que foi considerada inidônea e está proibida de contratar com todas as esferas em todos os poderes públicos continua prestando serviços para algumas prefeituras paraibanas, como Cajazeiras, Marizópolis e Assunção. A Maxicasa Comércio Construções e Serviços LTDA foi considerada inidônea por não ter cumprido integralmente um contrato com a Prefeitura de Governador Dix-Sept Rosado, no Rio Grande do Norte.


De acordo com as informações da sanção contidas no Portal da Transparência, a empresa foi proibida de contratar com o serviço público a partir do dia 13 de maio deste ano e deve permanecer assim até 12 de maio de 2022. O sistema Sagres Online do Tribunal de contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), porém, mostra diversos empenhos da Prefeitura de Cajazeiras para a empresa após essa data.


Só a Superintendência Cajazeirense de Trânsito realizou três empenhos para a Maxicasa, em junho, julho e setembro deste ano, totalizando R$ 35.200. A Prefeitura de Cajazeiras realizou 20 empenhos após a data de suspensão da empresa, totalizando R$ 1,196 milhão.
De acordo com os empenhos, a Maxicasa realiza serviços dos mais diversos, como reformas, construções, pavimentação, instalação de lombadas e gelos baianos, entre outros. A empresa está inclusive construindo um cemitério em Cajazeiras. 

Em Marizópolis, a empresa foi paga para reformar e ampliar o estádio municipal Lauro Vieira da Silva, entre outros serviços. Já em Assunção, a empresa atua principalmente na pavimentação de ruas e já recebeu quase R$ 500 mil em pagamentos da Prefeitura Municipal. 
Chama a atenção o fato de que o Sagres só tem pagamentos registrados para a Maxicasa pela Prefeitura de Assunção a partir de junho deste ano, ou seja, depois que a empresa já havia sido considerada inidônea devido ao caso no Rio Grande do Norte.
O superintendente da Controladoria Geral da União (CGU) na Paraíba, Severino Queiroz, informou ao ClickPB que se os contratos das prefeitura forem anteriores à decisão, eles não são automaticamente cancelados. A prefeitura fica apenas impedida de renová-los. O gestor pode optar, porém, por rescindir o contrato, justificando que a empresa foi considerada inidônea. Severino Queiroz garantiu ainda que irá investigar se há alguma irregularidade nos contratos entre a empresa e as prefeituras citadas.
Sem resposta - A reportagem do ClickPB tentou contato com as prefeituras citadas para esclarecimentos, mas os telefones não foram atendidos.

Com Click PB

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÍDEO: Jovem natural de Junco do Seridó e esposa morrem afogados em praia do Rio de Janeiro

Na tarde desta terça-feira(1), o jovem Damião Silva de Medeiros, 36 anos, natural do Distrito de Bom Jesus, município de Junco Do Seridó, juntamente com sua esposa a jovem Paola Silva, 25 anos, morreram de forma trágica. O casal caiu no mar após tentar salvar os cães que haviam caídos na água. Damião Medeiros, é filho de Dona Marluce e do senhor Janduí (Janda), moradores do Distrito de Bom Jesus, município de Junco, o jovem morava no Rio de Janeiro havia um bom tempo. Blog do Guedes Com G1

EXCLUSIVO: Jovem assunçãoense envolvido em acidente de moto não resiste e vem a óbito

O jovem Ginaldo Júnior Silva Alves, 19 anos, não resistiu aos ferimentos após sofrer um acidente de moto na madrugada desta segunda-feira(3), nas proximidades de Tito Churrascaria, em Assunção, afirmou a mãe do jovem. O mesmo ainda foi socorrido para o Hospital de Taperoá mas não resistiu, Júnior como era conhecido, deixa esposa e um filho de apenas 1 ano e três meses de idade. Segundo informações de populares o jovem perdeu o controle da motocicleta vindo a colidir contra uma árvore. Vídeo do local do acidente . Blog do Guedes

EXCLUSIVO: Corpo de homem é encontrado boiando no Açude do Distrito da Barra de Juazeirinho

O corpo do jovem Edivânio dos Santos, 32 anos, foi encontrado boiando nas águas do Açude da Barra, na manhã desta terça-feira (23). De acordo com informações de populares, Edivânio é pescador e morador do sítio Escurinha, zona rural de Juazeirinho. Van, como era popularmente conhecido teria saído ontem(22) por volta das 10h para pescar e não retornou mais para sua residência. Os familiares sentiram sua falta, foram ao açude saber o que havia ocorrido, chegando ao local encontraram sua moto e alguns pertences as margens do reservatório. Os Bombeiros foram acionados, iniciaram as buscas, mas devido a escuridão os profissionais suspenderem á ação e retornaram pela manhã desta terça-feira, quando o corpo finalmente foi encontrado. O jovem era casado e deixa um filho de nove anos. Blog do Guedes