Com adesão baixa, vacinação contra sarampo e poliomelite é prorrogada

Secretaria de SAÚDE ampliou o prazo até 12 de dezembro para a imunização das crianças em 97 postos espalhados pelo DF

Publicação: 30/11/2014 10:33 Atualização: 30/11/2014 12:03

Com índice de adesão menor que o esperado, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal vai prolongar o período de vacinação contra sarampo e poliomelite. Inicialmente prevista para terminar na última sexta-feira (28/11), a campanha vai até 12 de dezembro. O público-alvo são crianças de um ano até cinco incompletos para o sarampo e seis meses até cinco anos incompletos para a poliomelite.

O aumento no tempo se dá porque apenas 65% de todo o público alvo foi vacinado. A meta é pelo menos 95%. As duas doenças foram erradicadas do DF há mais de década — o sarampo há 15 anos e a poliomelite há 20 — e a principal causa é o sucesso da vacinação.

No caso do sarampo, a criança apresenta sintomas como febre alta, conjuntivite, tosse, coriza, manchas avermelhadas no corpo. O quadro pode até evoluir para doenças como pneumonia e encefalite. Já na poliomelite, também conhecida como paralisia infantil, é mais grave. Começa com febre, mal estar e, de repente, paralisação dos membros. Mal tratada, pode deixar sequelas permanentes e até levar à morte.

Para a gerente de vigilância epidemiológica e imunização da Secretaria da Vigilância em Saúde, Cristina Segatto, o fato de 2014 ter sido um ano de eleições em todo o país comprometeu a divulgação da campanha. "Geralmente, o Ministério da Saúde e a Secretaria de Saúde do DF atuam em conjunto para divulgar a campanha. Esse ano, foi só o Ministério, e ainda assim limitado. Isso deixou o índice de adesão baixo", afirma. 

Leia mais notícias em Cidades

Outro fator apontado por Segatto é o fato de pais e mães pesquisarem sobre a doença, verem que foram erradicadas e abdicarem da vacina. "Novembro é um mês atípico para campanhas de vacina. E vem logo antes de dezembro, janeiro e feveiro, época em que se viaja muito. Passa-se por aeroportos, rodoviárias eHOTÉIS, vão para fora do país e as crianças podem ficar doentes", alerta. 

Os 97 postos de vacinação continuam a campanha, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Veja aqui onde ficam as unidades de saúde onde a vacina está disponível.




correio brasiliense

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá

Insegurança: Mulher é atingida por tiro no rosto em tentativa de homicídio em Assunção