Pular para o conteúdo principal

"Nádegas" a declarar - Por Ivan Alexandrino

 


Na Língua Portuguesa há palavras que parecem exatamente o que querem dizer. “Esparadrapo”, por exemplo. Quem quebrou a cara fica mesmo com cara de esparadrapo.

É bom relembrar que valor semântico é o significado atribuído às palavras dentro de um determinado contexto.

Por isso que na semântica, o primeiro a ser avaliado é o contexto, pois uma palavra pode ter diversos significados empregados nas mais diversas situações.

No entanto, há outras, aliás de nobre sentido, que parecem estar insinuando outra coisa. Foi o que aconteceu essa semana.

– Aplicou na “poupança” isso sim é um dinheiro sujo.

– Depois que a PF achou dinheiro nas nádegas do senador, ‘lavagem’ de dinheiro deve ser justificada?

Esses trechos foram criados após o episódio do “dinheiro encontrado na cueca” do senador, vice-líder do governo, para ridicularizar a situação.

Uma Expressão popular também ganhou seu momento de literalidade. “Está com o ‘rabo’ cheio de dinheiro”.

Assim como a linguagem memética que ocupou grande espaço e destaco um diálogo entre o tatu e o lobo-guará.

– O tatu pergunta: lobo, em que lugar você se meteu?

– O lobo responde: nem me fale!

Brincadeiras com a Língua Portuguesa à parte não podemos esquecer que o país vive talvez um dos piores momentos de sua história.

Penso igual a Milton Nascimento em sua canção Bola de meia, bola de gude, “…pois não posso, não devo não quero viver como toda essa gente insiste em viver não posso aceitar sossegado qualquer sacanagem ser coisa normal”.

Para o presidente que insiste em dizer que em seu governo não há corrupção, possivelmente andou ouvindo a canção de Gabriel, o Pensador para se justificar.

“Ordem e progresso, sua bunda é um sucesso.

Nádegas a declarar… Nádegas a declarar…”


Me. Ivan Alexandrino

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÍDEO: Jovem natural de Junco do Seridó e esposa morrem afogados em praia do Rio de Janeiro

Na tarde desta terça-feira(1), o jovem Damião Silva de Medeiros, 36 anos, natural do Distrito de Bom Jesus, município de Junco Do Seridó, juntamente com sua esposa a jovem Paola Silva, 25 anos, morreram de forma trágica. O casal caiu no mar após tentar salvar os cães que haviam caídos na água. Damião Medeiros, é filho de Dona Marluce e do senhor Janduí (Janda), moradores do Distrito de Bom Jesus, município de Junco, o jovem morava no Rio de Janeiro havia um bom tempo. Blog do Guedes Com G1

EXCLUSIVO: Jovem morto a marteladas em Livramento, morava em Assunção

O jovem que foi brutalmente assassinado no município de Livramento na tarde desta quinta-feira (24), era morador da cidade de Assunção. Tratar-se de Rafael Gabriel Faustino, 21 anos, neto do senhor conhecido por "Shel", cidadão bastante conhecido no município de Assunção. Rafael, foi morto após sofrer várias marteladas principalmente na cabeça. Até o fechamento da matéria não tínhamos informações dos responsáveis pelo o crime. Blog do Guedes

EXCLUSIVO: Jovem assunçãoense envolvido em acidente de moto não resiste e vem a óbito

O jovem Ginaldo Júnior Silva Alves, 19 anos, não resistiu aos ferimentos após sofrer um acidente de moto na madrugada desta segunda-feira(3), nas proximidades de Tito Churrascaria, em Assunção, afirmou a mãe do jovem. O mesmo ainda foi socorrido para o Hospital de Taperoá mas não resistiu, Júnior como era conhecido, deixa esposa e um filho de apenas 1 ano e três meses de idade. Segundo informações de populares o jovem perdeu o controle da motocicleta vindo a colidir contra uma árvore. Vídeo do local do acidente . Blog do Guedes