Pular para o conteúdo principal

ATENÇÃO: Veja o que o MPF irá realizar em barragens que vão receber águas do São Francisco

O Ministério Público Federal, na Paraíba (MPF-PB) divulgou uma recomendação, através de um inquérito civil, para que órgãos reguladores e gestores de águas façam fiscalizações nas barragens e nas obras de saneamento básico, das cidades que vão receber as águas da transposição do Rio São Francisco, no eixo norte, na Paraíba. Os pedidos incluem as barragens dos açudes Engenheiro Ávidos, São Gonçalo, Coremas e Mãe da D’água.
O documento foi assinado pelo procuradores-gerais Eliabe Soares da Silva e Janaína Andrade de Sousa e foi publicado na última quarta-feira (29). O MPF recomenda a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), para que proceda a fiscalização nos açudes para verificar se a atual situação deles ou as intervenções realizadas estão de acordo com o Plano Nacional de Segurança de Barragens.
Para a Agência Nacional de Águas (ANA), o MPF recomendou que solicite da Aesa informações atualizadas da fiscalização nos açudes de Barragens de Engenheiro Ávidos, São Gonçalo e Coremas/Mãe d´água tendo em vista as conclusões do relatório na ANA referente à Segurança de Barragens.
Ao Departamento Nacional de Obras de Combate a Seca (DNOCS), o MPF recomendou que adote medidas para cumprir adequadamente com suas responsabilidades quanto à segurança das barragens estratégicas para o sistema do Projeto de Integração do Rio São Francisco, definidas na Lei 12.334/2010, nas Barragens de Engenheiro Ávidos3, São Gonçalo e Coremas/Mãe d’água.
O MPF também destinou uma recomendação a Secretaria de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional para que, antes de dar início a operação do sistema de bombeamento de águas decorrentes das obras da Transposição do Rio São Francisco, Eixo Norte, Meta 3N4, realize fiscalização técnica que assegure as obras complementares, tais como esgotamento sanitário, drenagem, impermeabilização dos canais urbanos na cidade de Monte Horebe e Cajazeiras, no Sertão paraibano.
Para publicar as recomendações, o MPF levou em consideração também as consequências graves ao meio ambiental natural, social e cultural gerados pela ausência de Estudos de Impacto Ambiental na instalação de obras de infraestrutura na cidade Alagoa Nova, na a barragem Camará. Em 2004, a barragem rompeu, em uma tragédia que ocasionou a morte de cinco pessoas e deixou cerca de três mil desabrigados nas cidades de Alagoa Grande, Mulungu, Alagoa Nova e Areia.

Com Cariri Ligado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÍDEO: Jovem natural de Junco do Seridó e esposa morrem afogados em praia do Rio de Janeiro

Na tarde desta terça-feira(1), o jovem Damião Silva de Medeiros, 36 anos, natural do Distrito de Bom Jesus, município de Junco Do Seridó, juntamente com sua esposa a jovem Paola Silva, 25 anos, morreram de forma trágica. O casal caiu no mar após tentar salvar os cães que haviam caídos na água. Damião Medeiros, é filho de Dona Marluce e do senhor Janduí (Janda), moradores do Distrito de Bom Jesus, município de Junco, o jovem morava no Rio de Janeiro havia um bom tempo. Blog do Guedes Com G1

EXCLUSIVO: Jovem assunçãoense envolvido em acidente de moto não resiste e vem a óbito

O jovem Ginaldo Júnior Silva Alves, 19 anos, não resistiu aos ferimentos após sofrer um acidente de moto na madrugada desta segunda-feira(3), nas proximidades de Tito Churrascaria, em Assunção, afirmou a mãe do jovem. O mesmo ainda foi socorrido para o Hospital de Taperoá mas não resistiu, Júnior como era conhecido, deixa esposa e um filho de apenas 1 ano e três meses de idade. Segundo informações de populares o jovem perdeu o controle da motocicleta vindo a colidir contra uma árvore. Vídeo do local do acidente . Blog do Guedes

EXCLUSIVO: Corpo de homem é encontrado boiando no Açude do Distrito da Barra de Juazeirinho

O corpo do jovem Edivânio dos Santos, 32 anos, foi encontrado boiando nas águas do Açude da Barra, na manhã desta terça-feira (23). De acordo com informações de populares, Edivânio é pescador e morador do sítio Escurinha, zona rural de Juazeirinho. Van, como era popularmente conhecido teria saído ontem(22) por volta das 10h para pescar e não retornou mais para sua residência. Os familiares sentiram sua falta, foram ao açude saber o que havia ocorrido, chegando ao local encontraram sua moto e alguns pertences as margens do reservatório. Os Bombeiros foram acionados, iniciaram as buscas, mas devido a escuridão os profissionais suspenderem á ação e retornaram pela manhã desta terça-feira, quando o corpo finalmente foi encontrado. O jovem era casado e deixa um filho de nove anos. Blog do Guedes