Pular para o conteúdo principal

Focco diz que Paraíba perder R$ 1 bilhão por ano por conta da corrupção; confira


Terceira etapa do projeto acontecerá a partir das 14h, no campus da UFCG. MPT e mais de 10 órgãos participam da iniciativa.

A corrupção tira anualmente dos cofres públicos da Paraíba cerca R$ 1 bilhão todos os anos. A denúncia é do Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB) ao apontar as consequências na saúde pública, superfaturamentos, em obras sucateadas, abandonadas. Para o Focco, parte do dinheiro desviado no Estado poderia, por exemplo, gerar postos de trabalho reduzindo o número de desempregado que, segundo o IBGE alcançou 220 mil desempregados no primeiro trimestre deste ano.

Para discutir os impactos que a corrupção causa na vida de milhares de pessoas que o Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB) – juntamente com órgãos parceiros – realizará a 3ª etapa do projeto “Focco em Movimento”, no município de Sousa, na próxima terça-feira (12 de setembro).

A partir das 14h, uma equipe do Focco-PB (formada por representantes de diversas entidades) estará no campus da UFCG, em Sousa (Sede I, Centro), fazendo coleta de denúncias. Já a partir das 19h, no mesmo local, será realizada a Audiência Pública e a entrega da premiação aos ganhadores do Concurso de Redação com o tema: “Corrupção – o que você tem a ver com isso?”.

Como participar – As pessoas podem participar da Audiência Pública apresentando sugestões e propostas durante o evento. Além disso, denúncias também podem ser apresentadas de forma anônima, por escrito, remetidas previamente à Procuradoria Regional do Trabalho da 13ª Região, ou por meio do e-mail prt13. gab.claudio.gadelha@mpt.mp.br, ou ainda, até o final da Audiência Pública, enviadas à Mesa Diretora dos trabalhos, no local do evento.

Segundo o procurador do Trabalho e coordenador estadual do Focco-PB, Cláudio Gadelha, a Audiência Pública tem como objetivo discutir com a população em geral os mais graves problemas relacionados à corrupção, para fins de enfrentamento coletivo dessa prática ilícita, através da participação da sociedade aliada aos órgãos de controle integrantes do Focco. Ele informou que além de Sousa, podem participar do evento moradores e representantes de entidades representativas dos municípios da Região Metropolitana de Sousa.

Sobre o projeto - Com o slogan “Corrupção: corte este mal pela raiz”, o Focco está visitando municípios convidando a população a fazer parte deste movimento. Em cada etapa, o projeto oferece ao público, durante o dia, postos para coleta de denúncias e materiais explicativos sobre o tema, por meio dos diversos órgãos de controle integrantes do Fórum. Já à noite, ocorre a Audiência Pública. Na etapa Sousa, também foi realizado um Concurso de Redação sobre a Corrupção.

O projeto tem como principal objetivo conscientizar a sociedade do necessário exercício permanente da cidadania e fomentar a cultura de combate à corrupção, promovendo a sensibilização da população, por meio do debate. O Projeto ‘Focco em Movimento’ tem a intenção de ser desenvolvido, inicialmente, em sete etapas, em sete municípios paraibanos. A ação já aconteceu nos municípios de Patos (em junho deste ano) e em Guarabira, no último dia 2 de agosto.

Participam desse projeto mais de 10 entidades, entre elas, o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Tribunal de Contas da União (TCU), Receita Estadual, Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), Funasa, INSS, Controladoria Geral da União (CGU), Controladoria Geral do Estado (CGE), Conselho Regional de Psicologia (CRP), Departamento Nacional de Auditoria do SUS (DENASUS) e Ministério Público Federal (MPF).

Municípios que integram a Região Metropolitana de Sousa: Aparecida, Lastro, Marizópolis, Nazarezinho, Poço Dantas, Pombal, Santa Cruz, São Bentinho, São Bento do Pombal, São Domingos de Pombal, São Francisco, São José da Lagoa Tapada, Sousa, Bernadino Batista, Bom Jesus, Bonito de Santa Fé, Cachoeira dos Índios, Cajazeiras, Carrapateira, Monte Horebe, Poço de José do Moura, Santa Helena, São João do Rio do Peixe, São José de Piranhas, Triunfo, Belém do Brejo do Cruz, Bom Sucesso, Brejo do Cruz, Brejo dos Santos, Catolé do Rocha, Jericó, Lagoa, Mato Grosso, Paulista, Riacho dos Cavalos, São Bento, São José do Brejo do Cruz. 



ASCOM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÍDEO: Jovem natural de Junco do Seridó e esposa morrem afogados em praia do Rio de Janeiro

Na tarde desta terça-feira(1), o jovem Damião Silva de Medeiros, 36 anos, natural do Distrito de Bom Jesus, município de Junco Do Seridó, juntamente com sua esposa a jovem Paola Silva, 25 anos, morreram de forma trágica. O casal caiu no mar após tentar salvar os cães que haviam caídos na água. Damião Medeiros, é filho de Dona Marluce e do senhor Janduí (Janda), moradores do Distrito de Bom Jesus, município de Junco, o jovem morava no Rio de Janeiro havia um bom tempo. Blog do Guedes Com G1

Assunção lamenta morte do jovem Alan de 'Têca de Joquinha'

Faleceu na manhã desta segunda-feira(28) o trabalhador assunçãoense, Alan Possidônio da Silva, 37 anos, após sofrer um choque elétrico, o fato ocorreu no sítio Bonfim, zona rural de Salgadinho. Alan de Têca como era conhecido, possui uma propriedade rural naquela localidade. A vítima era filho do Sr. Joquinha (In memoriam), um dos maiores comerciantes da região. Alan era casado e deixa, além da viúva, um casal de filhos. O sepultamento está previsto para às 16h desta terça-feira(01) no Cemitério Jardim da Saudade, em Assunção. O Blog do Guedes presta solidariedade a toda à família, e que ele descanse em paz. Blog do Guedes Imagens: PC

ATENÇÃO PB: Polícia Federal faz operação para combater fraudes na pandemia no interior do estado

Agentes da Polícia Federal cumprem hoje (2) cinco mandados de busca e apreensão numa ação denominada ‘Operação Princesa do Sertão’, que tem o objetivo de investigar possíveis irregularidades na compra de materiais para o enfrentamento à pandemia. O alvo são compras feitas pela prefeitura da cidade de Princesa Isabel, no Sertão do Estado. O município adquiriu 5 mil testes rápidos e 40 mil máscaras descartáveis, segundo a PF. Há suspeitas de sobrepreço nas compras dos produtos. Blog do Guedes Com PB Hoje