Justiça condena acusadas de matar e queimar corpo de criança em Campina Grande



As três mulheres acusadas de espancar até a morte e queimar o corpo de uma criança de 10 anos em Campina Grande foram condenadas a mais de 20 anos de prisão, na noite dessa quinta-feira (4). O crime aconteceu em 2010, quando o corpo foi encontrado perto da linha do trem que passa próximo ao 2º Batalhão da Polícia Militar.
Maria da Guia Venâncio e Alzicleide Diniz da Silva foram condenadas a 22 anos e sete meses de reclusão, enquanto Maria Cristina Vieira dos Santos pegou 24 anos de prisão. Um homem acusado de participar do assassinato deve ser julgado em abril do ano que vem. A vítima era adotada pelos réus e todos moravam em uma mesma casa, no bairro São José.
As três mulheres acusadas confessaram o crime e apontaram uma desobediência da criança como motivação do crime. Segundo as rés, a menina estava de castigo por causa de um mau comportamento, mas desrespeitou a ordem das acusadas e comeu parte de um pacote de biscoitos que estava escondido, o que teria motivado o crime.
Em discurso, o promotor Oswaldo Lopes disse que considera este um dos crimes mais bárbaros que ele já teve conhecimento em 27 anos de atuação na justiça.  

portal correio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Homem é executado com vários tiros em Assunção

Jovem assunçãoense morre vítima de acidente de moto na PB-238 entre Assunção e Taperoá

Insegurança: Mulher é atingida por tiro no rosto em tentativa de homicídio em Assunção